Ringue do Rastakhan: A chegada de um novo desafiante – Parte 1

Ringue do Rastakhan: A chegada de um novo desafiante – Parte 1

Parte 1Parte 2 – Parte 3

Da estrada muito bem pavimentada, Rikkar observava a célebre Arena Gurubashi. Desde que era apenas um trollzinho seu sonho era estar lá, se preparando para competir no lendário Ringue. A multidão corria para os portões, mas ele parou por um instante para saborear o momento: a emoção da expectativa no ar, os gritos da arquibancada, a dor dos retardatários que pagavam pequenas fortunas por ingressos de última hora nas mãos dos cambistas. Não havia nada igual ao Ringue do Rastakhan!

Rikkar se preparou para aquele momento a vida inteira (e comprou os ingressos com dois anos de antecedência, tá achando o quê?). No último Ringue, por ainda ser pequeno, ele assistira a tudo sentado nos ombros do pai, berrando com todas as forças em uníssono com a multidão enquanto o Sumo Sacerdote Thekal conquistava a final para os Tigres contra os Tubarões. Naquele momento, ele soube: um dia ELE estaria nas areias, e a multidão gritaria SEU nome!

Enquanto tomava a fila que conduzia à arena, os cartazes das equipes que adornavam as paredes chamaram sua atenção. Eram novíssimos, ao contrário dos que tinha em sua coleção, amada, porém amassada e desbotada.

Os Tigres! Aquilo sim era equipe! Rikkar já podia se ver conquistando a simpatia de Shirvallah e ostentando o ouro. Ele havia treinado a vida inteira: tinha o olho do tigre... a empolgação para lutar... a asa do morcego... e mais algumas partes de animais, por precaução. Rikkar estava preparado.

Uma coisa era inegável sobre os Morcegos: eles sabiam como cumprir seu papel. E guinchar. E fazer qualquer coisa para levar a vitória. Rikkar respeitava a proatividade da equipe de Hir’eek.

Mas por que ser um Morcego quando se pode ser um Rinoceronte? Nada desse frufru de tática, de parar para pensar. Apareceu um imprevisto? Passa por cima! Não apareceu imprevisto nenhum? Passa por cima também! Além disso, todo mundo adora o Senhor da Guerra Voone. Além de dar festas lendárias, dizem que ele tem amigos em postos elevados. A Montanha Rocha Negra é um lugar elevado, não é?

Rikkar não podia acreditar. Vinte anos depois, ele finalmente estava em meio à multidão que entrava na Arena Gurubashi. Seu coração estava determinado: dessa vez, ele não ia só assistir ao espetáculo. Ele estava lá para competir! Só não sabia como...

Ele só precisava de uma chance para provar seu valor!

Mas para qual equipe entraria? A que loa ele juraria lealdade?

Carregando Comentários...

Um erro ocorreu durante o carregamento.